Alivie o mau estar das partes íntimas fazendo banho de acento com chá de orégano

Uma opção natural para combater fungos, como a candidíase, e aliviar coceiras é a lavagem das partes íntimas com chá de orégano. Esse tratamento tem sido utilizado há muito tempo, sendo bastante popular entre as nossas avós.O processo para fazer o chá de orégano para a lavagem íntima é bastante simples. Primeiro, coloque um punhado de orégano em 250 ml de água fervida e deixe a mistura abafada até que esfrie um pouco.

Em seguida, coe o chá e despeje-o em uma bacia limpa. Certifique-se de que a temperatura esteja suportável ao toque, não muito quente para não queimar a pele, mas também não muito fria. Com movimentos rápidos e cuidadosos, lave a região genital com o chá até que ele comece a esfriar.A lavagem íntima com chá de orégano pode ser realizada em posição de cócoras dentro do box do banheiro. No entanto, caso haja alguma restrição na coluna, é possível sentar na privada e jogar o chá aos poucos com uma jarra, tendo o cuidado de evitar que a água do vaso sanitário entre em contato com a pele.

Após a lavagem íntima com chá de orégano, é recomendado enxugar a região delicadamente para retirar o excesso de umidade. É importante que a mulher durma sem calcinha, para permitir a ventilação da área. Durante o dia, é indicado o uso de calcinhas de algodão, pois os fungos proliferam em ambientes úmidos e quentes. Também é aconselhável evitar roupas apertadas e o uso de protetores diários, especialmente aqueles com fragrâncias.

Para obter resultados mais rápidos, é recomendado realizar a lavagem íntima com chá de orégano todas as noites, durante pelo menos uma semana. Além disso, tomar uma xícara de chá de orégano ou cravo-da-índia antes de dormir pode acelerar o processo de cura. Para preparar o chá de orégano ou cravo-da-índia, basta adicionar uma colher de sopa de erva para cada meio litro de água fervida, seguindo o mesmo modo de preparo descrito anteriormente.

Para evitar a proliferação de fungos na região íntima, alguns cuidados são importantes, tais como:

Realizar a higiene pessoal da vulva para o ânus, nunca ao contrário.

Evitar banhos em banheiras, pois a água parada pode acumular fungos e bactérias.

Evitar o uso de meias e roupas íntimas de náilon, além de calças apertadas, que dificultam a ventilação da região íntima.

Fazer uma perfeita higienização durante o banho, utilizando sabonete neutro e evitando esfregar com força.

Lavar as roupas íntimas com água fervente e sabão, para eliminar possíveis fungos e bactérias.

Não utilizar toalhas e roupas de outras pessoas, para evitar a transmissão de fungos e bactérias.

Passar as roupas íntimas com ferro, para garantir a eliminação de possíveis fungos e bactérias.

Preferir calcinhas de algodão, que permitem a ventilação da região íntima.

Optar por sabonetes, absorventes e papel higiênico neutros, para evitar irritações na região íntima.

Secar bem todo o corpo após o banho, para evitar a proliferação de fungos e bactérias em ambientes úmidos.