AVC: 10 sintomas que jamais deve ignorar

É crucial estar atento aos sinais de um AVC (acidente vascular cerebral), pois essa condição pode ser fatal e levar a sérias sequelas se não for tratada imediatamente. O AVC ocorre quando há um suprimento insuficiente de sangue ao cérebro, resultando em falta de oxigênio em determinadas áreas cerebrais. Abaixo estão os 10 principais sintomas de um AVC que muitas pessoas ignoram:

Dor de cabeça e enxaqueca: Dores de cabeça intensas podem ser um sinal de AVC, especialmente em jovens, principalmente mulheres.

Dor em um lado da face: Sentir dor em uma área específica da cabeça ou do rosto pode ser um sintoma de AVC.

Soluços persistentes: Soluços persistentes, especialmente em mulheres, podem ser explicados pelo fato de o AVC afetar o centro respiratório no cérebro.

Paralisia facial: A paralisia de um lado do rosto é um dos sintomas mais comuns de um AVC.

Falta de ar e tremor: Um AVC que afeta o centro respiratório pode causar dificuldade para respirar e tremores, relacionados a uma arritmia cardíaca devido à falta de oxigênio.

Tontura: A tontura repentina e duradoura é um sintoma comum de AVC, principalmente em mulheres com menos de 45 anos.

Perda de equilíbrio: Sensação súbita de fraqueza e perda de tônus muscular nas pernas e braços podem indicar um AVC. Testar levantando os braços com as palmas para cima e tentar mantê-los por 10 segundos pode ajudar a identificar esse sintoma.

Visão turva ou perda de visão: Perda de visão em um ou ambos os olhos pode ocorrer antes de um AVC.

Fadiga: Mulheres têm maior probabilidade de sentir fadiga, confusão e desorientação antes de um AVC, em comparação com homens.

Distúrbios da fala: Dificuldade em falar e expressar-se corretamente, juntamente com confusão total, pode ser um sintoma de AVC.

Se você apresentar um ou mais desses sintomas, é importante procurar ajuda médica imediatamente para reduzir o risco de sequelas graves. A prevenção do AVC envolve adotar um estilo de vida saudável, incluindo dieta equilibrada, abstenção de álcool e tabaco, prática regular de atividade física, gerenciamento do estresse e manutenção de um peso saudável. A atenção aos sinais de AVC pode salvar vidas e promover uma melhor qualidade de vida.