Descubra 9 maneiras eficazes de amenizar os sintomas da fibromialgia

Se você não sofre de fibromialgia, pode conhecer alguém que sofra dessa condição e, assim, ser capaz de ajudar. A fibromialgia é uma doença que afeta principalmente as mulheres e geralmente é desencadeada por cirurgia, trauma físico, estresse ou infecção. Os sintomas da fibromialgia são insuportáveis e podem causar sérios transtornos no dia a dia da pessoa. Todo o corpo pode ser afetado, incluindo o humor, além de causar fadiga e insônia.

Infelizmente, ainda existem muitas controvérsias em relação a esta doença, havendo até uma corrente que acredita que a fibromialgia não é real. No entanto, um estudo inovador realizado em 2002, que analisou imagens cerebrais, mostrou anormalidades em como o cérebro processa a dor na fibromialgia, mudando essa visão.

Após uma década de pesquisas intensivas, três medicamentos foram aprovados pela FDA para aliviar os sinais de dor, mas esses medicamentos não tratam os sintomas de fadiga e confusão mental. Por isso, é importante que médicos e pacientes tenham conhecimento sobre alternativas de tratamento, especialmente sobre a dieta adequada. A alimentação correta pode reduzir a inflamação e aumentar a produção de energia celular, o que pode ajudar a aliviar os sintomas da fibromialgia.

  • Consuma alimentos ou suplementos ricos em magnésio diariamente, pois esse mineral pode relaxar os músculos, melhorar o humor e aliviar o estresse.
  • Invista em vitamina D, seja por meio da exposição ao sol ou por suplementos, pois ela contribui para o funcionamento dos músculos e nervos, ajudando a recuperar a função saudável das fibras e aliviar a dor.
  • Considere tomar um suplemento com D-ribose, que fornece quantidades elevadas de energia intracelular para os músculos, aliviando a fadiga e prevenindo a dor.
  • Opte por uma dieta baseada em legumes, que é rica em minerais e vitaminas que fornecem energia corporal e favorecem a saúde, aliviando a dor da fibromialgia.
  • Durma bem, buscando dormir por 9 a 10 horas todas as noites, já que oito horas não são suficientes para quem tem fibromialgia.
  • Considere a acupuntura, que aumenta o fluxo sanguíneo, facilitando o transporte de nutrientes por todo o corpo, reduzindo o estresse, melhorando o sono e aliviando a dor.
  • Experimente a terapia de Bowen, que é uma técnica de ativação que trabalha no topo dos músculos, região frequentemente danificada em pessoas com fibromialgia.
  • Evite açúcar, que ativa processos inflamatórios no corpo e pode causar dor, além de levar a nebulosidade e fadiga.
  • Evite alimentos que causam alergia, como leite e glúten, já que seu corpo já está sensível o suficiente e uma comida que provoca inflamação pode aumentar a dor e o desconforto.

    É importante lembrar que você nunca deve se automedicar ou interromper o uso de um medicamento sem antes consultar um médico. Somente um especialista pode dizer qual medicamento, dosagem e duração do tratamento é o mais indicado para o seu caso em específico. As informações aqui apresentadas têm apenas a intenção de informar, não pretendendo substituir as orientações de um médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Sempre siga as instruções da bula e, se os sintomas persistirem, procure orientação médica ou farmacêutica.