Por que às vezes devemos cortar laços com a família

As relações familiares nem sempre são fáceis de se lidar. O ambiente familiar às vezes pode ser traiçoeiro e acabar prejudicando de alguma forma a nossa vida. Assim, vez por outra torna-se necessário cortar os laços com a família.

Com isso, resolvemos falar um pouco mais sobre porque as vezes devemos cortar laços com a família para alcançarmos a paz e organizar as coisas em nossa vida. Agora, se você quer saber um pouquinho mais sobre este assunto, continue lendo esse texto e descubra tudo que preparamos.

Dificuldades no relacionamento com parentes

Conviver com parentes nem sempre é fácil. Mas não podemos escolher em qual família nascemos, não é verdade? Se você está pensando em deixar de lado um ou mais parentes problemáticos, saiba que existem muitos motivos para tomar essa decisão. Mas vendo a outra parte da história, é possível chegar a conclusão que toda essa fase, é apenas passageira.  Nesta matéria, separamos os cinco motivos que levam as pessoas a se afastarem de seus entes queridos.

Às vezes, uma atitude agressiva é necessária para evitar sérios problemas emocionais e psicológicos. A primeira razão é que os familiares só vêm até você quando precisam. É importante relembrar, que essa forma de agir, não faz bem a ambas as partes.

De um modo geral, a única pessoa que aparece quando você precisa é a primeira a correr quando você está com problemas. Você sabe como se chama? Amor condicional. Ou seja, sua preocupação mútua é condicional e limitada. Contudo, quando essas pessoas não fazem o mesmo por você, saiba que está na hora de parar.

Sua família julga você com frequência

Outro problema muito recorrente na família de praticamente qualquer pessoa são os famosos “julgamentos”. Quem nunca foi julgado por um tio, avô ou até mesmo pai/mãe? Por serem mais velhas, essas pessoas acham que têm a liberdade de fazer julgamentos acerca da sua vida pessoal, amorosa e até mesmo profissional. Existem críticas construtivas, que busca fazer com que a pessoa que ouve cresça, e existem as críticas depreciativas, que tem como intuito apenas prejudicar o psicológico daquela pessoa. Sendo assim, se a sua família exagera no segundo tipo de julgamento e crítica, saiba que está na hora de se afastar.

Excesso de fofoca

Outro ponto que você deve ficar atento é se a sua família fala mal de você pelas costas e não guarda nenhum segredo. Caso isso aconteça, o melhor a se fazer é se afastar. O excesso de fofoca não é compatível com o Instituto da família. Isso porque o papel dos familiares é trazer proteção e amor, não espalhar fatos sobre a sua vida.

Insultos constantes

Receber insultos constantes por parte dos familiares não é normal. Ainda mais se, pouco tempo depois, eles fingem que isso não aconteceu. Isso porque, após os insultos, elas costumam agradar e tratar bem a vítima. Porém, mesmo esse tratamento não é suficiente para reparar o desgaste mental. Portanto, se afaste!

Pessoas manipuladoras

Por fim, o último sinal que você deve perceber para se afastar é se a sua família tem muitas pessoas manipuladoras. Essas pessoas fazem você se sentir demasiadamente culpado pelos erros? Jogam na sua cara com frequência para que você faça o que eles querem? Se sim, se afaste!

Essas são as nossas dicas para você viver bem e longe de pessoas que só querem o seu mal. Continue acompanhando nosso blog para ficar por dentro das nossas dicas de bem-estar.