Você sabe como são formadas as pedras nos rins? Detalhes da doença e como evita-la

As pessoa que sofrem com problemas de pedras nos rins, costumam destacar que a doença é muito dolorosa, e faz com que você se sinta incapacitado de algumas ações no seu dia a dia. Em vários casos, você consegue se livrar disso somente após passar por uma cirurgia, para que as pedras que estão, ainda alojadas, sejam removidas de fato. Diante disso, existem alguns procedimentos que podem ajudar a evitar isso.

No entanto, existem alguns casos que as pessoas nem mesmo sentem que estão com pedras nos rins, e que elas podem passar totalmente despercebidas, saindo pelo trato urinário. Neste caso, o tamanho destas pedras deverá ser bastante reduzido.

Estas pedras possuem um aspecto rochoso, e podem chegar até mesmo ao tamanho de uma bola de golfe, em casos muito graves. Outras, no entanto, possuem um aspecto mais pontiagudo e com uma cor mais cristalina.

Entre os sintomas que você pode vivenciar ao estar passando por um cálculo renal, estão: dores na virilha ou do lado do corpo, na altura da cintura. Em alguns casos, é muito comum se sentir enjoado ou até mesmo vomitar. Sangue na urina e dor todas às vezes ao urinar. Também são comuns, febre e calafrios.

A maior causa para este tipo de situação é a falta de líquidos. Em específico, a falta de água. A recomendação médica é que se consuma, todos os dias, pelo menos dois litros de água em seu decorrer. Muitas pessoas acabam esquecendo e não consome nem mesmo metade deste valor indicado. Elas se formam através de uma massa endurecida que se acumula nos rins, ou nas vias urinárias.