Cinco chás medicinais para tratar e prevenir gordura no fígado

Especialistas recomendam cinco bebidas medicinais para aliviar os sintomas de fígado gordo, também conhecido como esteatose hepática. Esse transtorno é caracterizado pelo acúmulo de triglicerídeos, inflamação das células e fibrose no fígado, órgão do aparelho digestivo.

O Hospital Santa Paula explica que ter uma pequena quantidade de gordura no fígado é considerado normal.Entretanto, quando a quantidade de gordura no fígado ultrapassa 10%, é necessário tratamento para evitar possíveis complicações no futuro.

As principais causas da esteatose hepática incluem o consumo excessivo de bebidas alcoólicas e outros fatores, tais como:

  • Sobrepeso e obesidade
  • Hepatite B e C
  • Diabetes
  • Resistência à insulina
  • Níveis elevados de triglicerídeos e colesterol
  • Perda ou ganho rápido de peso
  • Inflamações crônicas no fígado devido a outras doenças
  • Uso de medicamentos como corticoides, estrógeno, amiodarona, antirretrovirais, diltiazen e tamoxifeno.

    Felizmente, existem opções de remédios naturais eficazes para ajudar a tratar a esteatose hepática.

  • Neste artigo, serão apresentados os cinco melhores chás para tratar e prevenir a gordura no fígado. Todas as plantas utilizadas nessas infusões estão descritas na sexta edição da Farmacopéia Brasileira, que é o Código Oficial Farmacêutico do país.

    Este material estabelece os requisitos mínimos de qualidade para fármacos, insumos, drogas vegetais, medicamentos e produtos para a saúde, sendo uma referência importante para garantir a segurança e eficácia desses produtos.

    O chá de carqueja é um dos melhores chás para tratar e prevenir a gordura no fígado, pois possui ação hepatoprotetora e antioxidante. É indicado para problemas do fígado em geral e má digestão. A carqueja contém flavonoides, especialmente a hispidulina, que ajudam a proteger o fígado e a vesícula biliar, contribuindo para a eliminação de toxinas.

    Para preparar o chá de carqueja, basta colocar uma colher de sopa de folhas secas de carqueja em uma panela com um litro de água e ferver por dois a três minutos. O chá pode ser consumido ao longo do dia, preferencialmente após as principais refeições. Caso fique muito amargo, não é necessário tomar toda a preparação do chá e é possível diluí-lo com um pouco mais de água após a fervura.

    Chá de boldo, o boldo é uma planta muito utilizada na medicina popular para tratar problemas hepáticos e digestivos. Suas propriedades incluem ação anti-inflamatória, antioxidante, hepatoprotetora e colerética, ou seja, estimula a produção de bile pelo fígado. De acordo com um estudo publicado na revista Phytotherapy Research, o boldo tem a capacidade de proteger as células do fígado contra danos causados por substâncias tóxicas.

    Ingredientes:

  • 1 colher (sopa) de folhas secas de boldo
  • 1 litro de água
  • Modo de preparo:

    Coloque o boldo em uma panela, adicione a água e deixe ferver por cerca de três minutos. Após o período de fervura, retire do fogo e deixe descansar por alguns minutos. Beba o chá ainda quente, de preferência após as principais refeições. Pessoas com obstrução das vias biliares ou problemas renais devem evitar o consumo do boldo.

    Chá verde, o chá verde é rico em polifenóis, substâncias com ação antioxidante e anti-inflamatória. De acordo com um estudo publicado na revista Journal of Nutritional Biochemistry, o chá verde tem a capacidade de prevenir a esteatose hepática e melhorar a saúde do fígado. Além disso, o chá verde é uma bebida termogênica, o que significa que ajuda a acelerar o metabolismo e a queima de gorduras.

    Ingredientes:

  • 1 colher (sopa) de chá verde em folhas
  • 1 litro de água

    Modo de preparo:

    Coloque o chá verde em uma panela, adicione a água e deixe ferver por cerca de três minutos. Após o período de fervura, retire do fogo e deixe descansar por alguns minutos. Beba o chá ainda quente, de preferência pela manhã ou no meio da tarde.

    Chá de cardo mariano, o cardo mariano é uma planta utilizada para proteger e regenerar as células hepáticas. De acordo com um estudo publicado na revista Phytotherapy Research, o cardo mariano tem ação antioxidante e anti-inflamatória, sendo indicado para tratar e prevenir a esteatose hepática.

    Ingredientes:

  • 1 colher (sopa) de sementes de cardo mariano
  • 1 litro de água
  • Modo de preparo:

    Coloque as sementes de cardo mariano em uma panela, adicione a água e deixe ferver por cerca de três minutos. Após o período de fervura, retire do fogo e deixe descansar por alguns minutos. Beba o chá ainda quente, preferencialmente após as principais refeições.

    É importante ressaltar que, embora esses chás sejam naturais e benéficos para o fígado, eles não devem ser utilizados como tratamento exclusivo para a esteatose hepática. É fundamental buscar orientação médica para o diagnóstico correto e o tratamento adequado da doença.